As palavras, em seus sons, estão aqui em processo, se transformando, como esse texto, incompleto, que um dia terminarei. O papel virtual de minhas realidades, sendo escrito enquanto logo, meus dados, na máquina, na rede de rendas digitais. Nas ladainhas, aboios e encantamentos, sentimentos ou/e em outros infindos indícios analógicos, que sim, ainda existem! E resistem, a qualquer falsa ou equivocada idéia de modernidade ou tecnologia. Tome cuidado com os meus acentos.
Eles podem brincar de mudar seus sentidos.
Estamos subentendidos?

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Dando Voltas - Valsa dos apaixonados

Ela dança nos meus sentimentos
Dando voltas no meu coração
E descansa seus sonhos mais lindos
Na morada da minha razão

Ele gira nos meus pensamentos
Anda às voltas em minha razão
E me canta seus sonhos mais lindos
Namorado do meu coração

E levamos nossos sentimentos
Indo e vindo! Em vôos, em vais e voltas,
Entre amores e pazes, fazemos revoltas!
E assim se renova a paixão!

Porque quando juntos dormimos,
Passageiros de nossa amizade
Acordamos os sonhos mais lindos,
Namorados da felicidade
Postar um comentário