As palavras, em seus sons, estão aqui em processo, se transformando, como esse texto, incompleto, que um dia terminarei. O papel virtual de minhas realidades, sendo escrito enquanto logo, meus dados, na máquina, na rede de rendas digitais. Nas ladainhas, aboios e encantamentos, sentimentos ou/e em outros infindos indícios analógicos, que sim, ainda existem! E resistem, a qualquer falsa ou equivocada idéia de modernidade ou tecnologia. Tome cuidado com os meus acentos.
Eles podem brincar de mudar seus sentidos.
Estamos subentendidos?

sábado, 29 de agosto de 2015

Cadeia Elementar

O que nos tornaria heróis?
Ou vilões?
O que faz de nós
Bons e maus
Jogadores
Campeões
Perdedores?
Predadores
Caça ou caçadores?
Mártires sonhadores
Ou carrascos ditadores
Símbolos de fé
Ou descrença
O que nos pode salvar
Ou condenar?!
Qual a diferença
A relação
Entre amar
Ou odiar?
Cantar vitória
Ou silenciar
A derrota
A paz
A guerra?
Os conflitos de dessa terra?
O livre arbítrio que nos prende?
O pensar?!
Ao pensar
Logo existo
E insisto
Sonhar
Acho que estou
Tendo a certeza que sou
Um desconfiado escritor
Acidentalmente tecendo 
Sobre o que poderia estar nos fazendo
Mudar de lugar na cadeia elementar

Postar um comentário